27 de abr de 2011

Uma reciclagem "em onda anos 70"

Ganhei este lindo medalhão há um tempo da minha querida amiga e artista plástica Naná Riberiro, e pretendia re-criá-lo para mim.
Achei muito "anos 70", os mais velhos certamente lembram! Os Anos 70 são a época da Disco Music e das calças boca-de-sino; do filme “Os Embalos de Sábado à Noite”, da pop-art, do punk, do glam rock e das roupas extravagantes, cheias de brilho, dos óculos grandes, do exagero em tudo; enfim, a era da discoteca.

É também a década da televisão a cores, dos seriados “As Panteras” e “Mulher Maravilha”, e do tri do Brasil na Copa de 70.
A época dos Mutantes, dos Secos & Molhados, de Raul Seixas, do ABBA, John Travolta, Jackson Five e dos cabelos Black power.

Nesta mesma época, Michael Jackson estava começando sua carreira solo, e chegava ao topo das paradas no final da década, com o hit “Don’t Stop ’til You Get Enough“ ("Não pare até estar satisfeito"). Bom, mas voltando a 2011...

Eu ia dizendo que este medalhão, uma belíssima peça de cobre pintado a esmalte, cores vibrantes, grande, pesado (é de metal!), me devolveu uma parte da minha juventude!

Não, eu não fui hippie. Era até meio careta se quisermos, mas era bem jovem por esse então, fazia teatro profissionalmente,cinema, Tv. rádio, e tinha amigos de todo tipo e maneira! E era bem feliz!

Aí uma amiga o viu entre meus materiais e pediu que o fizesse pra ela!
Amigo é amigo, e tem prioridade, né não!? Agora é esperar pra ver se ela gosta!

23 de abr de 2011

Tendências outono-inverno 2011

O outono e o inverno trarão cores escuras, tons que realmente lembram o frio, uma estação mais tranquila e que pede cores que combinem com o ambiente. Além de buscarem inspiração na natureza os estilistas buscaram inspiração em peças de culturas variadas como Rússia e Japão para inspirar os modelos que serão tendência aqui no Brasil nesta estação tão charmosa.

Por aqui no Brasil, como o inverno costuma ser um pouco menos rigoroso que no hemisfério Norte ainda é possível abusar um pouco mais nas cores. E manter um pouco da tradição alegre e colorida do nosso país.

Quanto as cores, as marcas famosas estão variadas, uma das grandes apostas é o Azul para 2011, bordôs, tons de cinza, preto e variações mais frias de roxo, laranja e até amarelo. E como sempre, inverno é uma ótima época para usar e abusar do couro, tanto nos detalhes quanto nas cores, seja em casacos, botas ou bolsas.

Parece que a tendência dos maxiacessórios ainda não saiu de cena. Se depender das grandes e renomadas grifes internacionais, o inverno 2011 promete continuar pesado no quesito acessórios. São peças enormes, e esse tamanho todo não fica apenas com os colares: são braceletes, brincos e anéis que seguem a mesma linha.

Os colares continuam sendo o maior destaque em grande parte das marcas que desfilaram no circuito internacional, na temporada de inverno 2011. Os modelos mais longos continuam, mas os mais comuns nas passarelas foram aqueles mais próximos ao pescoço, com duas ou mais voltas, principalmente os mais corpulentos.



Correntes de diferentes tamanhos e espessuras, pedras gigantes, pérolas, plumas, peças feitas em metais, madeira, blocos de acrílico e outros aparecem na confecção desses acessórios. As cores neutras são as mais utilizadas, e há misturas entre dourado e prateado em uma única peça.
E para encerrar esta resenha sobre a tendência para a estação, lhes deixo a minha última criação



Fios de algodão matizados, em tons de cinza, roxo e bordô, misturados a um suave rosa-lilás, flor de cetim vinho, com bordado de miçangões vinho e rosa.
Leve, natural e clean. Gostaram?

3 de abr de 2011

Re-criação!

Este colar foi re-criado, a partir da miniaturas de en "greda de Pomaire" (Chile). Fiz quando estava morando no Chile (2006) para uma amiga chilena que mora aqui em Porto Alegre. Ela o adquiriu, trouxe e usou um bom tempo, mas as miniaturas são delicadas e algumas quebraram. Então ela me pediu para refazer, e eu "inventei" outra versão.
Fios em tons de caramelo e marrom, alguns miçangões âmbar e "los cacharritos" que tinham sobrado! Ficou lindinho, ou não!?